Seminário lança Polo da Cátedra da Unesco em Morro Redondo


918  3 de dezembro de 2020

A cidade de Morro Redondo deverá se tornar o primeiro Polo da Cátedra da Unesco – IPT Humanidades e Gestão Integrada do Território na região sul do estado. Um seminário internacional lançará o projeto entre os dias 9 e 11 de dezembro, com transmissão pelo Youtube

Desenvolvido a partir de parceria das universidades Católica de Pelotas (UCPel), Federal de Pelotas (UFPel), prefeitura de Morro Redondo e do Instituto Politécnico de Tomar – Portugal, a iniciativa pretende reconhecer e preservar o patrimônio cultural do município de Morro Redondo.

Integrante do grupo de trabalho, a UCPel participa através do Escritório de Desenvolvimento Regional (EDR) e do Programa de Apoio às Práticas Patrimoniais do curso de Arquitetura e Urbanismo. De acordo com o coordenador do EDR, Fábio Castro Neves, o seminário será o marco inicial do trabalho de implantação de um polo da Cátedra Unesco. “Será um importante trabalho envolvendo o poder público, as universidades da região e organizações internacionais”, comenta o gestor. 

De acordo com a professora da UCPel, Daniele Luckow, o seminário internacional marca a primeira atividade externa do grupo, que ao longo de 2020 já promoveu diversas discussões sobre o polo e a sua importância. “A pandemia do novo coronavírus dificultou as ações externas. Aproveitamos esse período para a construção de metodologias de atuação e de planos de trabalho”, explica.

Seminário internacional

O evento contará com a participação de pesquisadores reconhecidos internacionalmente e nacionalmente. No primeiro dia de atividades, na quarta-feira (9), às 15h30, haverá a apresentação da comissão de gestão do Polo da Cátedra Unesco.  A partir das 16h, palestras sobre os temas novo paradigma de sustentabilidade e sobre gestão integrada do território.

Na quinta-feira (10), a partir das 10h, ocorrem duas mesas de debates sobre os temas: patrimônios material e imaterial e desenvolvimento territorial, cultura e turismo. Na sequência, às 15h30, palestra com o professor da Universidade de Cádiz, Santiago Amaya-Corchuelo, sobre Tesoros Humanos Vivos, patrimonio alimentario y desarrollo territorial.

No último dia do evento, sexta-feira (11), a programação começa às 10h com a mesa de debate As tradições doceiras de Pelotas e antiga Pelotas. Às 15h30 ocorre a palestra de encerramento Redes de Pesquisa Multidisciplinares para o Avanço do Conhecimento sobre Territórios, com o presidente do Conselho Nacional de Pesquisas (CNPq), Evaldo Ferreira Vilela. Às 17h será lançado o livro Gestão Integrada do Patrimônio Cultural – Humanidades, Sociedade e Ambiente.

As inscrições podem ser feitas gratuitamente através do site https://wp.ufpel.edu.br/gipc-morroredondo/, mesmo endereço em que está disponível a programação completa do Seminário.

Redação: Rita Wicth – MTB 14101

 

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*