UCPel apresenta projeto de requalificação para a Praça da Alfândega


918  26 de setembro de 2019

O Projeto Parque Linear da Alfândega, desenvolvido pelo Programa de Extensão Habitat Social da Universidade Católica de Pelotas (UCPel), será apresentado no dia 30, às 17h, no auditório do campus II da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Por meio de uma parceria, as instituições irão propor a qualificação de três quadras da zona portuária.

A cerimônia contará com a presença de representantes das duas universidades, acadêmicos e moradores do bairro. Desenvolvido a partir das demandas da comunidade do entorno, o projeto prevê intervenções voltadas à acessibilidade, mobilidade urbana e iluminação pública.

Conforme explica o professor do curso, Ricardo Brod Mendez, o cunho social do Programa influenciou a idealização do projeto. Quadras poliesportivas, parque infantil, academia ao ar livre, bancos e lixeiras oportunizarão à comunidade acadêmica do Centro de Engenharias (CEng) da UFPel e aos moradores da região um espaço seguro de convivência.

 

Parque Linear da Alfândega

 

A demanda surgiu do CEng, localizado em frente à Praça da Alfândega. A ideia inicial era intervir no espaço, oferecendo aos acadêmicos um lugar de convivência ao ar livre. Entendendo que a praça e seu entorno poderiam ser mais qualificados para atender também os cidadãos em geral, o grupo vinculada ao curso de Arquitetura e Urbanismo da UCPel sugeriu a transformação das três praças localizadas na região.

A partir da apresentação, as instituições buscarão parcerias privadas para a execução das obras, uma vez que a iniciativa não dispõe de recursos próprios. Além do CEng, o projeto conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Pelotas, Secretaria Municipal de Qualidade Ambiental, Secretaria de Gestão da Cidade e Mobilidade Urbana, Serviço Autônomo de Saneamento de Pelotas (SANEP) e demais órgãos competentes.

 

Redação: Manuelle Motta

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*